• INCC

GC I Quem é o semeador? E o que significa a semente? O que Jesus nos ensina através dessa parábola?


VERSÍCULOS:

Mateus 13:1-9, 18-23 (Marcos 4:1-9; Lucas 8:4-8)

Mateus 13:1-9 “1Naquele mesmo dia, Jesus saiu de casa e se assentou à beira-mar. 2E grandes multidões se reuniram em volta dele, de modo que entrou num barco e se assentou. E toda a multidão estava em pé na praia. 3E de muitas coisas lhes falou por parábolas, dizendo: — Eis que o semeador saiu a semear. 4E, ao semear, uma parte caiu à beira do caminho, e, vindo as aves, a comeram. 5Outra parte caiu em solo rochoso, onde a terra era pouca, e logo nasceu, visto não ser profunda a terra. 6Saindo, porém, o sol, a queimou; e, porque não tinha raiz, secou-se. 7Outra parte caiu entre os espinhos; e os espinhos cresceram e a sufocaram. 8Outra, enfim, caiu em boa terra e deu fruto: a cem, a sessenta e a trinta por um. 9Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.”

Mateus 13:18-23 “18 — Ouçam, portanto, o que significa a parábola do semeador. 19A todos os que ouvem a palavra do Reino e não a compreendem, vem o Maligno e arrebata o que lhes foi semeado no coração. Este é o que foi semeado à beira do caminho. 20O que foi semeado em solo rochoso, esse é o que ouve a palavra e logo a recebe com alegria. 21Mas ele não tem raiz em si mesmo, sendo de pouca duração. Quando chega a angústia ou a perseguição por causa da palavra, logo se escandaliza. 22O que foi semeado entre os espinhos é o que ouve a palavra, porém as preocupações deste mundo e a fascinação das riquezas sufocam a palavra, e ela fica infrutífera. 23Mas o que foi semeado em boa terra é o que ouve a palavra e a compreende; este frutifica e produz a cem, a sessenta e a trinta por um.”

Versão Nova Almeida Atualizada (NAA)


QUEM PLANTA COLHE


O que é parábola? Segundo o dicionário DO GOOGLE, é uma:

“narrativa alegórica que transmite uma mensagem indireta, por meio de comparação ou analogia”. (REFERÊNCIA)


Dicionário Priberam da Língua Portuguesa (REFERÊNCIA)

consultado em 22-07-2021).

Pa-rá-bo-la

(latim parabola, -ae, do grego parabolé, -és, comparação, analogia, discurso alegórico, movimento paralelo, parábola). "parábola", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021


Para o dicionário em inglês, a parábola (REFERÊNCIA):

“é uma simples história usada para ilustrar uma lição moral ou espiritual e foi dita por Jesus nos Evangelhos.”


Segundo a Bíblia de Estudo Almeida, “As parábolas são a forma de Jesus transmitir a verdade por meio de uma analogia narrativa, a fim de ensinar uma lição moral ou espiritual. Suas parábolas produzem resultados muito diferentes em pessoas; elas escondem a verdade das “multidões” ao passo que comunicam a verdade aos seus discípulos.”


O Comentário do Evangelho de Mateus, de R.V. Tasker, diz que “Jesus adotou deliberadamente o método de ensinar por parábolas num particular estágio do seu ministério com o fim de reter mais ampla verdade sobre Si e sobre o reino do céu, privando disso as multidões que se tinham mostrado surdas às suas reivindicações e que não foram responsivas aos seus apelos. Até então Ele usara as parábolas como ilustrações, caso em que o sentido delas era evidenciado pelo contexto em que eram ditas. De agora em diante, quando se dirige à multidão incrédula, fala somente por parábolas, que privadamente interpreta para os seus discípulos.”


Logo, a parábola é a comunicação de Jesus com os seus ouvintes, usando mensagens indiretas, comparações, analogias e alegorias. Nem sempre essa mensagem é compreensível até para os seus próprios discípulos. Jesus fala por parábolas para trazer verdades morais e espirituais e abrange um terço das mensagens de Jesus.


O texto de hoje fala sobre a parábola do bom semeador, mencionado no Evangelho de Marcos e Lucas. Esse texto vem imediatamente após Jesus falar que aquele que fizer a vontade do Pai celeste, esse é seu parente, mostrando a importância da prioridade com o reino de Deus. Então, após isso, Jesus saiu de casa e assentou-se à beira mar e logo em seguida vieram grandes multidões para ouvir os seus ensinos, mas Jesus entrou num barco e as multidões ficaram na praia. Jesus passa a falar através de parábolas a todos.


O personagem dessa parábola é o semeador que lança a semente. O semeador é todo aquele que leva a mensagem do Evangelho como sementes que caem em diferentes terrenos, diferentes tipos de pessoas ouvem a mensagem, mas não são todos que retém. Na explicação do verso 18, a semente significa o Evangelho do Reino, a mensagem que foi anunciada. Toda a semente é boa e vem de Deus.


Jesus fala então de 4 terrenos que a semente pode cair:


1. À beira do caminho. Ao semear, uma parte caiu à beira do caminho o que significa aqueles que ouvem a mensagem do Evangelho, mas não a compreendem, e para ajudar a atrapalhar vem o Maligno e arranca o que foi semeado no coração. As pessoas que ouvem têm os corações endurecidos, como os escribas e fariseus. O inimigo sabe o impacto que pode ter a mensagem do Evangelho na vida e eternidade das pessoas, então ele trabalha para atrapalhar e impedir que a semente transforme a vida das pessoas.

Hebreus 3:7-8 “7Por isso, como diz o Espírito Santo: “Hoje, se ouvirem a sua voz, 8não endureçam o coração como foi na rebelião, no dia da tentação no deserto”.

Isaías 6:10 “10Torne insensível o coração deste povo, endureça-lhes os ouvidos e feche os olhos deles, para que não venham a ver com os olhos, ouvir com os ouvidos e entender com o coração, e se convertam, e sejam curados.”


2. Solo rochoso. Ao semear, a semente caiu em solo rochoso, que significa aquele que ouve a palavra e logo a recebe com alegria, mas como não tem raiz e nem profundidade, acaba durante pouco. Ao chegar a angústia ou a perseguição por causa da palavra logo se escandaliza. Essas pessoas são aquelas que são prontamente receptivas ao Evangelho, mas com as situações adversas, lutas e problemas deixam o Senhor e duram pouco.

II Timóteo 4:10 “10Porque Demas, tendo amado o presente século, me abandonou e se foi para Tessalônica.”


3. Entre espinhos. Ao semear, a semente caiu entre espinhos. Este é aquele que ouve a palavra, porém as preocupações com este mundo perdido e as fascinações das riquezas sufocam a palavra e fica infrutífera. Essas pessoas são sufocadas pois estão vislumbrando o mundo e as coisas deste mundo.

I João 2:15-17 “15Não amem o mundo nem as coisas que há no mundo. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele. 16Porque tudo o que há no mundo — os desejos da carne, os desejos dos olhos e a soberba da vida — não procede do Pai, mas procede do mundo. 17Ora, o mundo passa, bem como os seus desejos; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre.”

Atos 5:1-2 “1Entretanto, certo homem chamado Ananias, com sua mulher Safira, vendeu uma propriedade, 2mas reteve uma parte do dinheiro. E Safira estava ciente disso. Levando o restante, depositou-o aos pés dos apóstolos.”


4. Boa terra. Ao semear, a semente caiu em boa terra. Este é o que ouve a palavra e compreende, frutifica e produz a cem, a sessenta e a trinta por um. O bom solo é aquele que recebe o Evangelho produzindo uma grande colheita, de acordo com a capacidade dada por Deus para cada um.

Logo o que se percebe nessa parábola, é que a mensagem que produziu foi a que caiu em boa terra. Não é simplesmente lançar palavras ao vento, mas é semear onde há aceitação ao Evangelho, sabendo, entretanto, que há muitos inimigos trabalhando em vão para impedir que a pessoa conheça a Cristo de verdade e se converta. O importante é lançar a semente a tempo e fora de tempo para que o Evangelho alcance o coração das pessoas e sejam transformadas pelo poder de Deus.

Ore pedindo ao Senhor sabedoria para você poder ter oportunidade de falar de Jesus para alguém hoje.