• INCC

Dia 9 I 21 Dias de Jejum e Oração

ESPERANDO CONTRA A ESPERANÇA


Como está escrito: por pai de muitas nações te constituí, perante aquele no qual creu, o Deus que vivifica os mortos e chama à existência, as coisas que não existem. Romanos 4.17


Nós sempre ouvimos que, se há algo que nunca devemos perder, é a esperança.

Houve um homem que soube esperar. Seu nome era Abrão Quando Deus o chamou para aquela aventura, já não era jovem, tinha mais de setenta anos de idade. E Deus lhe disse: “Sai da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai e vai para terra que eu te mostrarei; de ti farei uma grande nação”. E ele foi, com sua esposa e sobrinho, e bens que possuía, tomou a estrada apenas com uma coisa, esperança.

Somente vinte e cinco anos depois é que a promessa da esperança se transformou em realidade. Aquilo que Deus havia prometido tornou-se um fato: nasce o filho da promessa chamado Isaque.

No livro de Romanos, escrito pelo Apóstolo Paulo, no capítulo 4, há uma frase sobre Abraão que é uma das minhas frases prediletas: Abraão, esperando contra a esperança, creu. Esperar, quando não há mais esperança...

Eu não sei qual é o motivo que o levou a perder a esperança. Seja qual for, eu gostaria de encorajá-lo a olhar para o exemplo de Abrão. Mais tarde, o seu nome é mudado para Abraão, pai da fé. Mas quais eram os elementos e instrumentos que Abraão tinha nas mãos, para exercer essa fé? Somente a promessa de Deus. Ele não tinha nada mais a não ser a garantia de Deus que não pode mentir nem pode falhar, havia lhe dito que ele seria pai de uma grande nação.

Esta garantia o levou a esperar e enquanto esperava durante vinte e cinco anos, Abraão só contou estrelas e grãos de areia. Cada vez que olhava para o céu, lembrava-se do que Deus lhe prometera e isto fortalecia a sua fé, dando-lhe esperança. A promessa, o fato ainda não haviam chegado, mas ele sabia em quem cria. Ele já havia tomado a decisão de confiar, quando foi chamado. Por isto não perdeu a esperança nem a fé.

Nós precisamos aprender a fundamentar aquilo em que cremos, não nos fatos, não no que vemos, mas na promessa de Deus. As promessas de Deus são imutáveis, são infalíveis, não podem ser mudadas. Quando Deus se compromete é para valer.


Pensamento: Se conhecermos a Deus, se soubermos quem ele é, e se estivermos em comunhão constante com ele, não andando atrás dele, ou escondendo-nos dele, mas andando diante da sua face, vê-lo-emos diariamente e ele nos fará perfeitos.


Oração: Senhor, quero ser um servo dedicado à Tua obra. Em nome de Jesus, amém.


Devocional extraído do livro "Bálsamo e Mel" Volume 2 do Pastor Aguiar Valvassoura.


1.227 visualizações4 comentários

Posts recentes

Ver tudo