• INCC

Dia 03 I 21 Dias de Jejum e Oração

ESQUECENDO O PASSADO


Uma coisa faço, esquecendo-me das cousas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio de soberana vocação de Deus em Cristo Jesus. Filipenses 3.13


Na segunda parte do versículo 13 lemos: mas uma coisa faço, esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo. Há uma arte que alguns de nós não temos aprendido a pôr em prática: a arte de aprender a esquecer e por isso sofremos sequelas de experiências negativas no passado. A Bíblia manda que nos lembremos de muitas coisas.

Paulo escreveu para Timóteo dizendo: Lembra-te de Jesus Cristo; Salomão escreveu em Eclesiastes: Lembra-te do teu criador; o Espírito Santo mandou João escrever em Apocalipse: Lembra-te de onde caíste. A Bíblia, que nos chama muito a lembrar, nesse texto nos aconselha a esquecer.

Há muitas coisas que nos desviam do caminho para o céu, são coisas que deveriam ser esquecidas: erros, pecados, desvios, transgressões que cometemos no passado, os quais a graça de Deus nos perdoou através de Jesus. Assim como dista o oriente do ocidente, assim ele afasta de nós nossas transgressões. A Palavra diz que Deus perdoou através de Jesus todos os nossos pecados e os lançou no mar do esquecimento e Deus não se lembra dos nossos pecados nunca mais. Deus lançou nossos pecados no “mar do esquecimento”, que fica debaixo do sangue de Jesus Cristo. Lá o diabo não entra. O diabo poderia mergulhar no fundo do Oceano Atlântico, no Pacífico e buscar os nossos pecados e jogar na nossa cara, mas o diabo não entra onde está a marca do sangue de Jesus.

Irmãos, esqueçam o passado. Quem escreveu esta passagem tinha muita coisa negativa para lembrar, erros grosseiros e agressivos. Ele, por exemplo, não matou, mas concordou com o assassinato. O homem que está pedindo para esquecermos o nosso passado foi coparticipante de um homicídio, pois dizia olhando para Estevão: “pedra nele, bem-feito”. Um dia a graça de Deus entrou no coração de Saulo e passou a ser Paulo; escreveu um versículo que dizia: “Aquele que está em Cristo é uma nova criatura, as coisas antigas passaram e tudo se fez novo”. Isto é, a graça de Deus fez com que ele se esquecesse daquela cena covarde da qual participara, pois quando Cristo entra em nosso coração, ele apaga as nossas culpas, limpa o nosso passado, tira as sequelas que o nosso subconsciente tenta trazer para fora. Mas a graça de Deus é maior do que nossas falhas.

Paulo era um homem que tinha mágoa contra alguns amigos, e mágoas com causa. Aquele, porém, que está em Cristo é uma nova criatura, as coisas antigas passaram e tudo se fez novo. Você assume também que a graça de Deus é maior do que a desgraça do pecado. “Eis que faço nova todas as coisas”, diz o Senhor Deus, então o Senhor vem e ele nos faz novos outra vez.


Pensamento: Somos produto de nosso passado, mas não temos de ser prisioneiros dele. – Rick Warren


Oração: Senhor, ajuda-me a passar pelas adversidades com pessoas que realmente querem o melhor para mim e para minha família. Em Teu nome. Amém!


Devocional extraído do livro "Bálsamo e Mel" Volume 2 do Pastor Aguiar Valvassoura.






1.730 visualizações5 comentários

Posts recentes

Ver tudo